Gramática Online: Análise Sintática (parte 11) – Predicado



Seu objetivo: entender o que é predicado, bem como a sua classificação.

Predicado: é tudo o que é falado do sujeito. Portanto, é o que sobra na oração se tirando o sujeito (para sobrar o que se fala sobre o sujeito) e o vocativo (porque o vocativo não faz parte do predicado).

Exemplo 1: “Eu comprei dois livros”. Tirando-se o sujeito (eu), sobra o predicado: “comprei dois livros”.

Exemplo 2: “Roberto, eu comprei dois livros”. Tirando-se o sujeito (eu) e o vocativo (Roberto), sobra o predicado: “comprei dois livros para você”.

Antes que você pergunte: predicado é diferente de predicativo. Apesar de as duas palavras serem parecidas, os conceitos são bem diferentes. Se você não lembra o que é predicativo, então dê uma relembrada clicando aqui. Você precisa saber o que é predicativo para entender melhor o predicado.

Existem três tipos de predicado: predicado verbal, predicado nominal e predicado verbo-nominal.

Predicado Verbal: é aquele que expressa somente ação. Isso significa que o verbo do predicado precisa ser transitivo (não pode ser verbo de ligação). Logo, a oração não tem nenhum tipo de predicativo (porque o predicativo não expressa ação, mas sim estado ou característica).

Exemplo: João viajou para Paris. O predicado é: “viajou para Paris”. Como o verbo é transitivo (viajou) e a oração apenas expressa ação, o predicado é verbal.

Predicado Nominal: é aquele que não expressa ação, mas sim somente estado ou característica. Isso significa que o verbo do predicado precisa ser um verbo de ligação (indica estado). Então, isso significa que o predicado nominal ocorre sempre quando a oração possuir predicativo do sujeito. Como o verbo não pode ser transitivo, a oração não terá objeto e, por isso, também não pode ter predicativo do objeto. Resumindo: o predicado nominal ocorre quando a oração possui predicativo do sujeito.

Exemplo: João está cansado. O predicado é “está cansado”. Como ele indica estado, então o predicado é nominal. Veja que o verbo (está) é um verbo de ligação e que “cansado” é o predicativo do sujeito. Ou seja: a oração só expressa estado ou característica (ela não expressa ação; “estar cansado” não é ação, mas sim um estado, uma característica).

Predicado Verbo-Nominal: é aquele que expressa ação e estado ao mesmo tempo. Logo, a oração precisa ter um verbo transitivo (para indicar ação) e também algum predicativo (para expressar estado), que pode ser predicativo do sujeito ou do objeto. 

Exemplo 1: “João chegou cansado”. Essa oração expressa ação (“João chegou”) e expressa estado (“João estava cansado”). Logo, o predicado “chegou cansado” é um predicado verbo-nominal. Observe que “cansado” é o predicativo do sujeito (expressa o estado).


Exemplo 2: “Eu considero este livro interessante”. Essa oração expressa ação (eu considero) e expressa estado ou característica (o livro é interessante). Logo, o predicado “considero esse livro interessante” é um predicado verbo-nominal (indica a ação de “considerar” e a característica de o livro ser interessante). 

Próximo assunto: Orações Coordenadas
Assunto anterior: Aposto e Vocativo

Um comentário: