Gramática Online: Processos de Formação de Palavras


No módulo anterior nós estudamos a respeito da estrutura das palavras. Agora, nós vamos estudar a respeito dos processos de formação de palavras, ou seja: como as palavras são criadas.

Seu objetivo: entender todos os processos de formação de palavras.

Formação por Composição: é a formação das palavras compostas, ou seja, das palavras que possuem mais de um radical (couve-flor, passatempo, beija-flor, etc). A formação da palavra composta pode ser por justaposição ou por aglutinação.

Composição por Justaposição: a palavra é formada por dois ou mais elementos e não ocorre alterações na pronúncia. Exemplo: couve-flor (couve + flor), girassol (gira + sol), pé de moleque (pé + de + moleque), bem-me-quer (bem + me + quer). Note que, nesses exemplos, não ocorre alteração na pronúncia dos elementos “somados”.

Composição por Aglutinação: a palavra é formada por dois ou mais radicais e ocorre alterações na pronúncia. Exemplo: planalto (plano + alto). Note que a pronúncia foi alterada (o “plano” se aglutinou ao “alto”, formando “planalto”, mudando a pronúncia de “plano”). Outros exemplos: petróleo (pedra + óleo), cabisbaixo (cabeça + baixo).

Formação por Derivação: é a formação das palavras simples (que possuem apenas um radical). A Derivação pode ser dos seguintes tipos:

Derivação Prefixal: ocorre com o acréscimo de prefixos à palavra. Exemplo: injustiça (in + justiça), reescrever (re + escrever).

Derivação Sufixal: ocorre com o acréscimo de sufixos à palavra. Exemplo: lealdade (leal + dade), principalmente (principal + mente).

Derivação Prefixal e Sufixal: ocorre o acréscimo de prefixo e de sufixo ao mesmo tempo (e se um dos dois for retirado então uma nova palavra será formada). Exemplo: infelizmente (in + feliz + mente). Note que, se você tirar somente o prefixo ou somente o sufixo a palavra se transformará em outra palavra (felizmente, infeliz).

Derivação Parassintética: ocorre o acréscimo de prefixo e de sufixo ao mesmo tempo e a palavra só existe com os dois ao mesmo tempo.  Exemplo: empobrecer (em + pobre + cer). Se tirarmos apenas o prefixo ou apenas o sufixo a palavra deixa de ter sentido (não existe “empobre” nem “pobrecer”). Essa é a diferença entre a Derivação Parassintética e a Derivação Prefixal e Sufixal.

Derivação Regressiva: geralmente ocorre quando um verbo se transforma num substantivo. Exemplos: o canto (de cantar), a dança (de dançar), o nado (de nadar), a venda (de vender).

Outros Processos de Formação de Palavras:

Reduplicação: a palavra é composta por radicais repetidos (ou semelhantes). Exemplo: tico-tico, tique-taque, papai.

Conversão: de acordo com o contexto, a palavra se converte em outra classe gramatical.  Exemplo: “O nome do meu cachorro é Coragem (substantivo)”, “eu tenho coragem (adjetivo)”.

Abreviação: a palavra é reduzida a uma ou duas sílabas. Exemplo: foto (de fotografia), moto (de motocicleta), pneu (de pneumático).

Sigla: a palavra é representada pelas suas iniciais. Exemplo: PSDB (Partido Social Democrata Brasileiro).

Hibridismo: a palavra é formada por elementos de diferentes origens. Exemplo: Sociologia (latim e grego), automóvel (grego e latim), burocracia (francês e grego). 


Nenhum comentário:

Postar um comentário