Gramática Online: Fonologia (parte 2) – semivogal e ditongo


Seu objetivo: entender o que é semivogal e o que é ditongo.

Você já sabe que existem dois tipos de letras: as vogais (a,e,i,o,u) e as consoantes (que formam o resto do alfabeto). Porém, em determinadas situações, uma vogal pode se transformar numa semivogal. Vamos ver, agora, o que é isso.
Semivogal: é a vogal que tem som de “i” ou de “u” quando ela aparece ao lado de outra vogal numa mesma palavra (leia isso até entender bem porque esse conceito é muito importante).

Exemplo 1: Na palavra REI, a vogal “I” aparece ao lado da vogal “E”. Então, o “I” é, na verdade, uma semivogal.

Exemplo 2: Na palavra ÁGUA, a vogal “U” aparece ao lado da vogal “A”. Logo, a vogal “U” é, na verdade, uma semivogal.

Exemplo 3: Na palavra CAOS, a vogal “O” está ao lado da vogal “A”. Como a vogal “O” tem o som de “U” (“CAUS”), então a semivogal é a vogal “O”.

Se você realmente entendeu o que é uma semivogal, então o próximo assunto vai ser muito fácil.

Ditongo: é o encontro de uma vogal com uma semivogal na mesma sílaba. Exemplos: rei, água, céu, boi, pátria, pai, baixo, etc.

Ditongo Crescente: a semivogal aparece antes da vogal. Ex: água.
Ditongo Decrescente: a semivogal aparece depois da vogal. Ex: pai.
Ditongo Nasal: o som passa pelas narinas (e se você tapá-las o som se altera). Ex: mãe
Ditongo Oral: o som não passa pelas narinas (vai direto pela boca). Ex: boi.


Os ditongos orais podem ser fechados (boi, doido) quando o som é fechado (“bôi”, “dôido”) ou abertos (pai, ideia) quando o som é aberto (“pái”, “idéia”). 

Próximo assunto: Tritongo, Hiato e Dígrafo
Assunto anterior: Fonema

Nenhum comentário:

Postar um comentário