Gramática Online: Pontuação



Seu objetivo: aprender as principais regras de pontuação.

Observação: para aprender as regras de uso da vírgula, clique aqui.

Ponto e Vírgula

1) Empregamos o ponto e vírgula para separar termos e expressões coordenadas (independentes).
Exemplo: Eu fui à churrascaria e depois voltei para casa; eles foram à pizzaria e depois foram ao cinema.

2) Empregamos o ponto e vírgula nas listagens e nas enumerações.
Exemplo:

Para organizarmos o estudo, devemos seguir as seguintes etapas:

a) definir o objetivo do estudo;
b) definir o local e o material de estudo;
c) definir a duração do estudo.  

3) Usamos ponto e vírgula quando omitimos o verbo (para não repeti-lo).
Exemplo: Ela prefere gatos; eu, cães. Nesse caso, o ponto e vírgula (juntamente com a vírgula) evitam a repetição do verbo “preferir”.

Dois-Pontos: é usado para apresentar uma nova informação, que pode ser um exemplo (por exemplo: blá-blá-blá), uma fala (Ronaldo disse: “blá-blá-blá”), uma observação (observação: blá-blá-blá) ou qualquer outro tipo de informação.

Ponto: o ponto é usado no final de uma frase, de uma oração, de um período ou no final de uma abreviatura (exceto nas abreviaturas técnicas, como de distância, que pode ser “cm”, “m”, “km”, por exemplo, ou então de tempo, que pode ser “s”, “h”, por exemplo, entre outros).  

Reticências: as reticências são três pontos juntos (...) que podem indicar: hesitação, interrupção de uma ideia ou continuidade de alguma ideia (como se fosse um “suspiro”).
Exemplo 1: Eu pensei que você era... (interrupção)
Exemplo 2: Eu... eh... pensei que... você estava solteira (hesitação)
Exemplo 3: Ah... O tempo passa... Tudo passa...

Aspas: as aspas são usadas em citações (quando usamos alguma expressão dita por outra pessoa) e também são usadas para destacar expressões ou palavras estrangeiras, além de gírias, informalidades ou neologismos (palavras inventadas que não existem oficialmente). As aspas também são usadas em erros gramaticais propositais (ex: O garotinho disse “chielo” ao invés de chinelo).

Travessão: é usado para indicar a mudança de interlocutor em algum diálogo (―Quem é você? ― perguntou Manoel). Além disso, também é usado para destacar alguma palavra ou expressão, podendo, assim, funcionar como vírgula ou parêntesis.
Exemplo: O dono da empresa um excelente empreendedor revelou-me os seus planos. Nesse caso, a expressão “um excelente empreendedor”, que está entre dois travessões, é uma expressão explicativa que está intercalada e ela poderia estar entre vírgulas ou dentro de parênteses.

Par de Parênteses (ou um parêntesis): os parênteses são usados para acrescentar palavras ou expressões.
Observação: um parêntesis é um par de parênteses. Portanto, podemos dizer “entre parêntesis” (entre um parêntesis) ou “entre parênteses” (entre dois parênteses).

Ponto de Exclamação e Ponto de Interrogação: usamos o ponto de exclamação em expressões exclamativas (Meu Deus!) e usamos o ponto de interrogação em perguntas diretas (Você vem hoje?).



Nenhum comentário:

Postar um comentário