Gramática Online: Análise Sintática II (parte 1) – Orações Coordenadas


Seu objetivo: entender o conceito de oração coordenada e sua classificação.

Oração Coordenada: é a oração que não depende de outra para poder ser entendida. Ou seja: é uma oração independente.

Exemplo 1: “Acordei cedo hoje”. Essa é uma oração coordenada porque não depende de outra para ser entendida. Não precisamos de outra oração para entender que o sujeito acordou cedo.

Exemplo 2: “Acordei cedo, arrumei a cama, tomei café”. Esse é um período composto por três orações coordenadas. A primeira oração é “acordei cedo”, a segunda oração é “arrumei a cama” e a terceira oração é “tomei café”. Uma independe da outra para ser entendida. Por exemplo: ao ler “tomei café”, não precisamos saber que o sujeito acordou cedo e arrumou a cama para entendermos que ele tomou café.

Agora, vamos ver os tipos de orações coordenadas. Primeiramente, as orações coordenadas podem ser divididas em dois grupos: orações coordenadas assindéticas e orações coordenadas sindéticas.

Oração Coordenada Assindética (OCA): é aquela que não usa elemento de conexão para se ligar a outra oração coordenada.

Exemplo: “Roberto chegou ao apartamento, ligou a televisão, trocou de canal, adormeceu”. Veja que esse período é composto por orações coordenadas assindéticas porque elas não são ligadas por nenhum elemento conector. Elas estão separadas pelas vírgulas.

Oração Coordenada Sindética (OCS): é aquela que se conecta a outra oração por meio de um elemento de conexão.

Exemplo: “Roberto chegou ao apartamento e ligou a televisão”.  Observe que esse período é composto por duas orações coordenadas que estão ligadas pela conjunção “e”, que é um elemento de conexão entre as duas orações.

As orações coordenadas sindéticas são classificadas conforme a característica do elemento de conexão que as conectam. Na próxima postagem, nós vamos falar a respeito da classificação das orações coordenadas sindéticas.

Assunto anterior: Predicado


Nenhum comentário:

Postar um comentário